3ª Vindima de Altitude movimenta economia regional e fortalece enoturismo

Vinícolas, redes de hospedagem e de gastronomia comemoram resultados do evento, realizado durante todo o mês de março.

Vinícolas, redes de hospedagem e de gastronomia comemoram resultados do evento, realizado durante todo o mês de março

A ampliação da Vindima de Altitude na terceira edição – realizada durante o mês de março e encerrada no domingo (27) – movimentou a economia dos municípios da Serra e do Meio Oeste catarinense que fazem parte do circuito cultural gratuito e itinerante. “A expectativa de 50 mil visitantes foi superada em pelo menos 10%”, comemora Acari Amorim, presidente da Vinho de Altitude – Produtores Associados, entidade promotora do evento.

Cobertura do lançamento da 3ª edição, no dia 17 de fevereiro de 2016, em Florianópolis vídeo TV Câmara

O volume significativo de pessoas em um mês considerado de baixa temporada incrementou os negócios locais. Na Vinícola Villaggio Bassetti, em São Joaquim, o movimento triplicou. “Esse formato, de eventos em todos os finais de semana, foi uma estratégia bem-sucedida, ficamos lotados em todos eles”, diz o proprietário Eduardo Bassetti. Ele conta que, durante a semana, houve a procura por turistas que estenderam por mais alguns dias a estadia na região. “O incremento foi sentido ainda na venda de vinhos, nosso ticket médio dobrou no período”.
“Não foram apenas as vinícolas, que ofereceram visitas guiadas, degustações, almoços e jantares harmonizados, que se beneficiaram com o evento e, sim, toda a cadeia produtiva do enoturismo”, argumenta Amorim. “Esse é, sem dúvida, o caminho para o desenvolvimento regional”.

Solange, Donini, Acari, Colombo, Bianco e Cita
Comemorando os resultados: Solange, Donini, Acari Amorim, o Gov. Raimundo Colombo, Bianco e Cita | foto:Oscar Rivas

No Restaurante Cristal de Gelo, de São Joaquim, por exemplo, o movimento aumentou em cerca de 70%, segundo Rafaela Yukie Yoshioka, proprietária e chef. “Esse foi o melhor ano da Vindima de Altitude para nós”, afirma. “A procura foi muito grande e houve ótima aceitação do cardápio preparado especialmente para o Festival Sabores de Altitude”. O Festival, iniciativa do Sebrae/SC, reúne sete restaurantes da região, com pratos exclusivos da gastronomia regional, comercializados com 50% de desconto nos preços e vai até 24 de abril, para atender os turistas também durante a 20ª Festa da Maçã.
Proprietário do Snow Valley Adventure Park, empreendimento que reúne hospedagem, restaurante e café em São Joaquim, Daniel Pagani é outro que comemora os resultados. “A Vindima de Altitude foi extremamente positiva em um período que o movimento é fraco”, diz. Segundo ele, na hospedagem e cafeteria, o incremento foi em torno de 80% e do restaurante, de 50%.
Cidade que possui cerca de 2 mil leitos, Urubici (distante 60 km de São Joaquim) teve impacto positivo com a presença de visitantes. No Urubici Park Hotel, a ocupação cresceu em cerca de 40%. “A lotação da rede de hospedagem de São Joaquim nos favoreceu, em muito”, explica o proprietário Wirto Schaefer.
A 3ª Vindima de Altitude foi uma realização da Vinho de Altitude – Produtores e Associados e Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, com patrocínio da Souza Cruz, Tractebel, Bragagnolo e Zanotti. Conta com o apoio do BRDE, Sebrae/SC e do Governo do Estado de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, Santur e Epagri.